THIS CONTENT IS
CURRENTLY UNAVAILABLE

Para se tornar forte, é preciso terceirizar o que está fraco

Secretária Remota      segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Compartilhe esta página com seus amigos

Outsourcing de Serviços Administrativos

Quando criança lembro que era um sacrifício aprender as matérias de ciências e de química. Eram disciplinas nas quais eu geralmente passava na média, e muita das vezes tirava notas vermelhas.

Apesar de tirar excelentes notas em matérias que exigiam o raciocínio lógico e a criatividade - como matemática e educação artística por exemplo - meus pais sempre me encaminhavam para reforço nas outras duas disciplinas, assim eu conseguia atingir a média, o que me fez ser por um bom tempo... uma pessoa mediana.

Com o passar dos anos compreendi que não deveria me preocupar demasiadamente com aquilo que não era bom, eu devia explorar o que tinha de melhor, pois era isso que faria me diferenciar dos demais profissionais. Funcionou!

Numa corporação também é assim, nos preocupamos em manter uma média em tudo o que fazemos, quando na verdade deveríamos nos preocupar em aprimorar ainda mais nossos pontos fortes. As empresas falham quando se recusam a aceitar que elas não são boas em tudo. Os empresários mais sábios conhecem os seus pontos fracos e os transformam em oportunidade.

Há algo que você está fazendo agora em sua empresa que certamente alguém poderia fazer melhor, mais rápido e/ou por um custo menor que o seu.

Mas então, o que fazer?

A resposta é: outsourcing, ou terceirização propriamente dita.

Há várias considerações importantes que se devem levar em conta ao decidir que parte do seu negócio terceirizar:

O primeiro - e mais fácil passo - é terceirizar as áreas de atuação em que você não se destaca. Pode ser a gestão contábil, o marketing digital ou até mesmo a de recursos humanos por exemplo.

O próximo passo pode ser um pouco mais complicado: há tarefas que você está fazendo atualmente de forma inadequada. É provável que alguém possa fazê-las, mais rápida e por um custo menor. 
Por exemplo: o gerenciamento de suas mídias sociais. Talvez você até saiba produzir um texto legal, interaja com seu público nas redes sociais, mas ao terceirizar esta atividade, você terá um assistente virtual que usará as técnicas mais indicadas para produzir conteúdos que são tendências e geram forte engajamento do seu público com a sua marca. Além disso, ele pode criar um calendário de postagens, de modo que os posts tenham uma programação.

O último passo é pensar em áreas onde sua empresa tem pontos fracos e está desperdiçando seu tempo - como líder de sua empresa - tentando descobrir isso. Como a pessoa chave de seu negócio, você não deve ser tirado de atividades estratégicas (aquelas que geram lucro). Talvez você precise de uma secretária remota para ajudá-lo a organizar todas as suas tarefas e liberar seu tempo para focar na gestão do seu negócio.
Pode parecer que fazer isso “em casa”, ou fazê-lo sozinho, economiza dinheiro, mas não. Quando a análise inclui o seu custo dispensado em tarefas menos produtivas isto fica notório.

Quer fazer um teste para descobrir quais são suas tarefas improdutivas? Instale o aplicativo Rescue Time (a versão Lite é free) em seu PC e smartphone que você obterá um relatório diário, semanal e até mensal de todas as suas atividades com as respectivas horas dispensadas. Você vai se surpreender.

Ferramenta para Gestão do Tempo

RescueTime - Ferramenta para Gestão do Tempo

Você também pode usar a matriz de delegação, a qual visa facilitar a identificação das tarefas que você pode e deve delegar.

Se precisar de ajuda para entendê-la escreva nos comentários abaixo.

Lembre-se: a delegação de forma correta pode ser a chave para desvendar o verdadeiro potencial de crescimento e ganho de escala de sua empresa.

Comentários

Digite sua busca:

Fabiano Aguiar - Fundador Temporis Assistente Virtual e Secretária Remota

 

Fabiano Aguiar

Administrador de Empresas com especializações nas áreas da saúde e de marketing digital.

Fundador da Temporis Secretária Remota e Assistente Virtual e do Blog Empresariado

 

Conheça também: